.
 
DICAS DE SAUDE
 
Pele Saudável

Beber água limpa, filtada pelo menos de 6 a 8 copos por dia, embora talvez precise de mais durante o verão e nos dias em que faz exercícios. Água adequada é essencial para manter a sua pele hidratada e para eliminar as toxinas via rim e cólon;

Incluir fibras na sua dieta. Elas mantém o trato intestinal em funcionamento normal e aprimoram a eliminação dos resíduos do corpo. Algumas pessoas com problemas de pele sofrem de prisão de ventre porque não se alimentam com boas fontes de fibras;

Antioxidantes em abundancia. Frutas frescas e hortaliças são as melhores fontes de antioxidantes vegetais naturais;

Embora as gorduras sejam ruins e prejudiciais ao organismo, os ácidos graxos essenciais (boas gorduras) são essenciais para pele.
Eles se encontram em cereais integrais, sementes, nozes, grão de soja, verduras de folhas verde-escura, óleos extraídos a frio (principalmente a linhaça, abóbora moranga, girassol, gergelim e açafrão) e peixes oleosos como sardinha, cavala e salmão selvagem;

Ao levantar-se, comece o dia com uma minilimpeza matinal. Isso significa que deve beber um copo de água morna. Depois, beba uma caneca de chá de urtiga ou água quente com limão fresco;

Evitar quantidades excessivas de cafeínas e álcool, pois essas substâncias drenam a umidade do corpo;

Cortar o sal. Sódio em excesso no organismo leva a protuberância e inchaços na pele. Experimente semente de aipo, algas marinhas e shoyo sem sal. Também tente evitar pratos muito condimentados, sempre que possível;

Reduzir o consumo de alimentos que causem obstrução: os piores transgressores são a carne vermelha, laticínios, alimentos refinados, frituras e alimentos que contém óleos hidrogenados ou gorduras;

Aplicar mel no rosto 3X na semana (ou qualquer outra parte do corpo). Deixe o mel sobre a pele por aproximadamente 30 minutos. Retire o mel com água morna.Isso deixa a pele macia, flexível, jovem e nutrida.

Alimentos a serem evitados


Café, a cafeína, também presente em chás e refrigerantes de cola aumenta a presão arterial, aumenta a ansiedade, aumenta a inquietação. Estimula o envelhecimento precoce da pele, Reduz a absorção de ferro e zinco. Ir reduzindo o consumo aos poucos;

Alimentos gordurosos, obstruem as artérias, esgotam os níveis de cálcio e comprometem o funcionamento do coração e de outros órgãos vitais.Além de engordar, aumentar a presão arterial, aumentam o risco de distúrbios


digestivos, aumentar o risco de problemas os rins e fígados, aumenta a osteoporose, aumenta o índice de câncer no cólon, mama e útero;

Alimentos doces provocam distúrbios no equilíbrio de açúcar no sangue, humor instável, diminuem a resistência a infecções, aumentam a hiperatividade. Atrapalham a função do baço, do fígado, do pâncreas e dos intestinos;

Laticínios, podem provocar reações alérgicas, letargia, agressividade, dor de ouvido, asma, coriza, erupções cutâneas (por causa do grande quantidade de gordura e de caseína, uma proteína de difícil absorção). Experimente: Leite de cabra, arroz, nozes e aveia. (Mas atenção para consumir outros alimentos que contenham cálcio);

Álcool – pressão sobre o aparelho digestivo e fígado. É o fígado que converte o álcool em acetoaldeído, primo tóxico do formaldeído.Pode levar a obesidade, desequilíbrios do açúcar no sangue, estafa, órgãos preguiçosos e degeneração do tecido celular.

Evitar alimentos que contenham corantes, conservantes, emulsificantes, estabilizantes e espessantes. (Pois estes aceleram o envelhecimento celular e são um caminho para o câncer). Corantes naturais obtidos de plantas podem ser uma boa opção (o mais comum é o urucum). Pigmentos vermelhos provinientes da beterraba, verdes da clorela e carotenos de cenouras.
 
Os Inibidores do Emagrecimeto:
 
Cólon sujo, problemas intestinais;
Comer os alimentos errados;
Consumo excessivo de comida (principalmente alimentos gordurosos/errados); Desequilíbrio da insulina (provocados pelo excesso de carboidratos açucarados);
Carência de enzimas;
Falta de exercícios;
Má digestão;
Desequilibrios mineirais e vitamínicos;
Parasitas ou vermes(Aumentam o apetite);
Funcionamento drenal fraco;
Maus hábitos alimentares (Não mastigar bem, horários irregulares);
Pobre funcionamento metabólico;
Fígado preguiçoso;
Problemas na tireóide;
Retenção de líquidos;
Rins fracos;
Excesso de fungos.

Fonte: Você é o que você come (Livro)
 
Procure sempre uma nutricionista para orientações mais específicas.
 
Gabriela Porte Davantel
Nutricionista – CRN 5922 / gabidavantel@hotmail.com
© Copyright 2007 | Todos os direitos Reservados | Design Eber Martins Desenvolvimento Cleverson Avelar